Universo Feminino

É uma honra e alegria  falar dessa força que permeia tudo no Universo. Viver o feminino é ser a detentora do tempo e da vida desde o inicio, trazendo as nossas próprias sementes desde o útero materno. É ver a vida se multiplicando em todo  os reinos e querer  tornar-se parte, é querer colorir , dançar , brincar e fluir ao mesmo tempo conectar com o mundo interior, é abrir-se ao suprasensível, é  intuir para depois saber.

Falar do feminino implica em geração , implica em criação de filhos, animais, projetos, ou qualquer coisa que se possa criar.

É preciso reverencia  ao feminino uma vez que ele permeia toda vida, independentemente de gênero, todos em nossas vidas embrionárias passamos pela genitália primordial que é feminina, todos somos gerados dentro de um ventre feminino, e eu gosto particularmente de pensar que nascemos num planeta feminino. 

Nas antigas tribos Sioux  o feminino era atribuído à mãe Terra, e qualidade masculina era atribuída ao pai Sol. A Terra é onde o calor vindo do Sol pode ser acolhido, e junto com ela promover vida. . Ela é aquela que estrutura, nutri, acolhe, protege, espera. É sobre a Terra que as águas  brotam de suas entranhas , se mostram, dando origens  a um sem fim de belas paisagens, abrindo seus caminhos , cada qual à sua maneira generosa

Coincidentemente a forma de nossa Mãe  Terra é redonda, assim como
a dos úteros gravídicos em seu termo, assim como os óvulos de onde somos gerados. Eu gosto de fazer esse paralelo com a vida biológica e  cósmica. 
É interessante observar que ciclos lunares de 28 dias exercem tanta influencia nas mares e na agricultura  como nos nossos ciclos menstruais
e nos partos. Falar desses ciclos e dessa energia é falar das mulheres e de tudo que acolhe, nutre, dá sustentação, gera, cria, e dá vida.


ESPECIALIDADES